Wednesday, August 02, 2006

Tão jovens e já tão sensíveis

Na sua justificação para o leve castigo - 13 meses de internamento em regime semi-aberto foi o mais “duro” que se arranjou - atribuído aos moços portuenses que submeteram o cidadão brasileiro conhecido por Gisberta a torturas inimagináveis e depois o atiraram para o poço de um prédio em construção, culminando na sua morte por afogamento, o juiz veio explicar que as amáveis crianças consideraram que a sua vítima merecia um funeral. Assim sendo, à falta de utensílios para cavar ou de gasolina necessária para a cremação, decidiram que o poço era o mais indicado para tão piedoso intento. E é neste ponto que me sinto obrigado a garantir que NÃO ESTOU A INVENTAR ISTO, NÂO TERIA IMAGINAÇÃO PARA TANTO!

2 Comments:

Blogger Basílio said...

Olá, qual é a fonte?

2:28 AM  
Blogger Leonardo Ralha said...

Foi o "Correio da Manhã".

3:03 PM  

Post a Comment

<< Home

d