Sunday, January 07, 2007

O tempo anda húmido, as piadas continuam secas

No curso de formação profissional para o qual o ministro Vieira da Silva amavelmente me convocou ando por estes dias a aprender noções de Contabilidade Geral. Ainda não adoptei o lápis atrás da orelha mas já adaptei o meu sentido de humor às novas competências que me esforço por adquirir. Eis um exemplo: como se inscreve no balanço anual um travesti que deambula toda a noite pelas imediações do Conde Redondo? Não tem nada que saber: trata-se de passivo circulante*.

*embora o Plano Oficial de Contabilidade discorde e o próprio travesti possa acreditar na polivalência e flexibilidade...

3 Comments:

Blogger Menino Mau said...

que tal a conta 62 - FSE - Fornecimento de Serviços Externos?é sempre assim leonardo.Quando não se sabe onde emcaixar um custo , lá esta a conta 62 , salvadora!abraço!

1:06 PM  
Blogger Leonardo Ralha said...

Excelente sugestão! Já a conta em que os proveitos daí resultantes irá parar é um mistério que talvez não deva ser revelado. Saudações contabilísticas.

9:17 PM  
Blogger Menino Mau said...

conta..vejamos ...79 - proveitos e ganhos extraordinários...não sei se contabilisticamente serve de alguma coisa , mas acho que o nome ajusta-se a muita gente..

9:53 AM  

Post a Comment

<< Home

d