Friday, February 02, 2007

Diz que é uma espécie de autofagia

Há quem leia jornais à procura dos horóscopos. Respeito os gostos alheios mas prefiro as páginas dos cadernos de classificados dedicadas à publicação obrigatória de avisos dos tribunais. Deixo a imaginação divagar a seu bel-prazer e construo as mais improváveis associações entre aqueles réus e autores que têm prazos de não sei quantos dias para fazer não sei o quê. Assim sendo, não me passou despercebida a insolvência da empresa de construção civil José Cerejo dos Santos & Outros, a qual gera ocupação de espaço publicitário que seria, por si só, suficiente para viabilizar um jornal de média dimensão. Todos os dias surge mais alguém a verificar créditos no Tribunal de Porto de Mós. Mas o que hoje li no "Correio da Manhã" é de tal forma belo que merece ser partilhado: há quem pretenda a verificação de um crédito no montante de 97.212,96 euros que lhe é devido pelo cidadão portomosense José Cerejo dos Santos. "So what?", perguntará o respeitável público? Então não é que o credor responde pelo nome de José Cerejo Santos... Será isto um insolvente de rabo na boca?

1 Comments:

Blogger carla said...

Se bem me parece deve estar a referir-se á insolvência do empresário em nome individual de obras públicas João Cerejo dos Santos.
Quanto ao José Cerejo dos Santos, outro empresário do mesmo ramo, que pasme-se nem sequer é seu familiar... é um credor como outro qualquer... a juntar aos demais!! Os Cerejos abundam em Porto de Mós. Aqui fica a nota...

4:01 PM  

Post a Comment

<< Home

d